O BIRUTA E O FOLGADO (The Stooge, 1951) – Lançamento Classicline

Em uma frequência mensal, a Classicline vem lançando uma série de filmes estrelados por Jerry Lewis que há muito tempo estavam fora de catálogo em DVD. São títulos que vinham sendo vendidos a preços exorbitantes pela sua raridade e indisponibilidade nas lojas que agora estão de volta ao mercado por um preço bem mais justo, com cópias de qualidade e – frequentemente – o resgate das antigas dublagens de quando filmes clássicos tinham algum espaço na TV aberta.

E, claro, alguns dos títulos que ele estrelou ao lado de Dean Martin, seu inesquecível parceiro das telas e palcos, se revelam como os mais procurados pelos brasileiros. Os fãs da dupla por aqui não são poucos e O BIRUTA E O FOLGADO (The Stooge, 1951) nesse aspecto, é um dos filmes mais essenciais para se ter na prateleira. Mas por quê? Porque se trata de uma obra diferente das demais que vemos estreladas por esses amados atores. Suas sequências mais divertidas acontecem quando seus personagens Bill (Martin) e Ted (Lewis) estão nos palcos e não fora deles.

Com direção de Norman Taurog, O BIRUTA E O FOLGADO é um filme dessa parceria que está mais para um melodrama com momentos cômicos do que uma comédia escrachada do início ao fim. O longa já tinha sido finalizado em 1951 e a Paramount não sabia o que fazer direito com ele, dada a sua diferente proposta, o lançando quase dois anos depois. O estúdio preferiu dar vez a outros filmes mais convencionais da dupla para que o público não o estranhasse tanto no lançamento.Atenção para o elenco coadjuvante onde temos Polly Bergen, Marion Marshall e Richard Erdman, que já tinham aparecido em outros projetos anteriores da Paramount com Lewis e Martin, e estão ótimos aqui. Pode ser desagradável ver o personagem de Martin sendo tão ególatra e cruel com o de Lewis, que faz novamente um tipo extremamente ingênuo e abobalhado, o tradicional garoto em um corpo de adulto. Genevieve ‘Fricklehead’ (Marshall), o interesse romântico de Ted, também é uma personagem muito bobinha.

Esse filme costuma dividir os fãs de Lewis e Martin, alguns dizem que ele chega a expor alguns dos motivos pelos quais a dupla viria a se separar em 1956, uma década depois de seu 1o. show juntos, mas a verdade é que aqui ambos estavam em pleno auge de sua popularidade e tiveram 16 filmes lançados nos cinemas entre 1949 e 1955. Ou seja, pura especulação. O BIRUTA E O FOLGADO consegue explorar muito bem a dinâmica e a inegável química que a grande dupla de comediantes tinha no palco em números que certamente foram reciclados de seus shows. E são essas sequências que o fazem não ser um filme, por horas, um tanto triste. Chega a ser uma espécie de alívio quando Lewis e Martin quebram a 4a. parede na última tomada do filme.O DVD de O BIRUTA E O FOLGADO é simples, com menu estático, apresentando o filme com legendas em português e espanhol e o trailer de cinema de extra, que reproduzo aqui abaixo e vende a produção como uma comédia de se acabar de rir. É um caso à parte na filmografia de Lewis e Martin que gostei bastante de conhecer. Esse lançamento de Junho da Classicline pode ser adquirido na loja virtual da distribuidora ou nas melhores lojas físicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s