CAÇA À TESTEMUNHA (In Plainview, 2018) – A2 Filmes

É chover no molhado dizer que a A2 Filmes segue lançando alguns títulos bem interessantes para quem busca um entretenimento ‘fora da curva’ em filmes independentes, tanto nas plataformas digitais quanto no home video. A A2 também corre atrás do que vem sendo feito no audiovisual de vários outros países, não se limitando a muito do que vem dos Estados Unidos.

Em menos de trinta dias, por exemplo, tivemos produções vindas da Rússia (VAMPS – O AMOR NUNCA MORRE), Reino Unido (O PACIENTE) e agora, a notícia de uma canadense com CAÇA À TESTEMUNHA que será lançada neste mês de Abril exclusivamente nas plataformas digitais. Conferimos o longa em 1a. mão e olha… é daqueles filmes que são assistidos com prazer por quem se amarra em um ‘neo-noir’.O filme lida com em um pequeno grupo de personagens onde quase ninguém é flor que se cheire. Tudo tem início quando o policial Rand Nicholls (Stafford Perry, numa atuação razoável) não apenas rouba uma bolada de um esquema do seu parceiro Penner (Aaron Douglas) como também o faz ser preso. Ele entra no programa de proteção à testemunha e se esconde na pequena Plainview, onde fez amizade com um padre gente boa chamado Rickman (Shaun Johnston, sempre bom), Hank (Brady Roberts), um ‘redneck’ que só quer vadiar e encher a cara e o barman Johnnie Red (Kevin Doree, também roteirista do longa).Mas Penner um dia sai da cadeia e o que ele faz? Vai atrás do fugitivo na companhia de Lupus (Jesse Lipscombe), um imprevisível assassino por profissão que mata a qualquer um sem pestanejar. O que nenhum deles contava é que Wynter (Chantal Perron), ex-namorada e parceira de crimes de Hank, também corre atrás do prejuízo… e ela de besta não tem é nada.CAÇA À TESTEMUNHA é uma produção com orçamento e elenco enxutos, onde grande parte das suas cenas terminam sendo situadas nesse hotelzinho da foto acima. Portanto, ele passa longe de ser um filme repleto de ação e tiroteios, tomando o seu tempo para desenvolver a história e seus personagens. Se você tem intenção de ver algo com um ritmo acelerado, passe longe.

Mas há algo de muito legal e reconfortante em assistir a um pequeno filme de crime simples, bem realizado e com uma fotografia bacana, fazendo lembrar de algo que poderia ter saído ao longo dos anos 90 quando o mercado estava saturado de produções do tipo com os sucessos de Quentin Tarantino (CÃES DE ALUGUEL, PULP FICTION) e os irmãos Coen (FARGO). Hoje eles estão voltando a aparecer aos poucos. E assim como vários desses exemplares e seguindo a cartilha do Noir, o filme não tem a menor pena da maioria dos seus personagens a partir do momento em que a história vai chegando ao seu fim.
Esse deve ser o primeiríssimo texto escrito a respeito de CAÇA À TESTEMUNHA. Tanto no Google quanto no IMDB (onde o título ainda está com o status de pós-produção), não há qualquer crítica ou comentário sobre ele! Vimos em 1a. mão valendo!! Agradecemos ao pessoal da A2 pela oportunidade e fica aqui o reforço de que o lançamento do filme nas melhores plataformas digitais se dará a partir do dia 26 de Abril.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s