RAPTOR (2001)

Ver um filme como RAPTOR é programa obrigatório para qualquer aficionado por uma boa tralha. Mais uma proeza de Roger Corman, ele só existe por causa dos três filmes da série CARNOSSAURO. A direção ficou a cargo de niguém menos que Jim Wynorski, mestre do ‘stock footage cinema’ que desde TRANSYLVANIA TWIST e NOT OF THIS EARTH é apaixonado em inserir cenas de outros filmes para deixar o orçamento do seu mais baratinho. Tinha que ser discípulo de Corman.


Todas as cenas de morte e efeitos especiais foram tiradas desses filmes. Isso mesmo, todas. E para completar a diversão, alguns atores que participaram da série só estão no filme pra morrer usando a cena filmada por eles há quase 10 anos (!!!!) atrás. Os grandes nomes do elenco são Eric Roberts e Corbin Bernsen, canastríssimos como de costume.

É um troço nada menos que hilário e se você tiver a opção de ver com os comentários de Wynorski e da atriz principal Melissa Brasselle, ele fica ainda mais divertido. Todos os dois falam sobre o filme movidos à álcool que é, sem sombra de dúvidas, a melhor maneira de se assistir a ele.

*Texto originalmente publicado em agosto de 2009*
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s