RESPOSTA ARMADA (Armed Response, 1986)

armed_response
Quem curte uma boa tralha de vez em quando deve conhecer algo dirigido por Fred Olen Ray.

Responsável por verdadeiras pérolas como VALE DA MORTE e HOLLYWOOD CHAINSAW HOOKERS, Ray é notório – assim como o amigão Jim Wynorski – pelos seus inúmeros softcores, filmes de terror e ação para lançamento direto em vídeo com cenas de grandes produções “coladas” na maior cara de pau para poupar orçamento. RESPOSTA ARMADA talvez seja um de seus projetos mais caros, pela simples escalação de um dos melhores elencos já reunidos na história do cinema B.

armed_1

A trama do filme tem início com o detetive particular Cory Thorton (Ross Hagen) e Clay Roth (David Goss), sendo contratados por Akira Tanaka (Mako), um chefão do crime japonês, para recuperarem uma estátua roubada. Chegando ao local da negociação, a dupla se encontra com dois escroques chamados Steve (Dick Miller) e Deborah (Laurene Landon). A negociação não é bem sucedida e um tiroteio acontece. Cory acaba fugindo com o dinheiro dos japoneses e deixa o seu parceiro ferido à espera da morte. Clay pega o objeto e entra em contato com sua família, composta pelo ex-policial Burt (Lee Van Cleef) e seus irmãos Jim (David Carradine) e Tommy (Brent Huff), ambos veteranos do Vietnã, mas acaba morrendo antes de dizer qualquer coisa. O patriarca prefere esconder a estátua da polícia, pois a sua maior intenção é descobrir toda a verdade e, tendo a ajuda dos filhos, fazer justiça com as próprias mãos.

armed_2

RESPOSTA ARMADA é um filme de ação simpático que funciona pela completa falta de pretensão. O roteiro de T. L. Lankford não apresenta maiores novidades e a direção de Ray é ausente de frescuras. Tudo bem simples e sem muita enrolação. É prazeroso assistir Van Cleef, Carradine e Huff como pai e filhos, além do time de vilões roubando boa parte do show. Como sempre, Michael Berryman – o eterno Pluto de QUADRILHA DE SÁDICOS e aqui fazendo um sádico capanga oriental (!!!!) – se impõe pela presença insana. Ross Hagen então nem se fala, o veterano ator B compõe um daqueles tipos que o espectador adora odiar. Não posso deixar de mencionar as pequenas participações do sempre “cool” Dick Miller, Cary-Hiroyuki Tagawa mostrando porque seria o asiático mais maligno da história do cinema americano e Michelle Bauer, estrelinha em vários filmes de Ray, mostra toda a sua saúde fazendo um striptease. Atriz boa.

Mesmo que pareça ter sido filmado em menos de duas semanas, o filme tem cenas memoráveis. Dentre elas, destaco o personagem de Berryman, vestindo um broche do “smiley” na roupa, matando brutalmente um dos Roth com uma calibre 12 e Carradine dizendo “Rest in Peaces!!” (traduzindo: Descanse em Pedaços) após explodir um bandido. Vale dar uma espiada em RESPOSTA ARMADA, trata-se de um dos mais divertidos filmes de Fred Olen Ray que ainda se beneficia pela reunião de monstros sagrados do cinema B no elenco. Isso já é o bastante.

Dedicado em memória de Ross Hagen (1938-2011)

*Texto originalmente publicado em maio de 2011*

Anúncios

Um comentário sobre “RESPOSTA ARMADA (Armed Response, 1986)

  1. “… um filme de ação simpático que funciona pela completa falta de pretensão.” – Eu simplesmente adorei a colocação, porque eu gosto deste filme, embora não entenda onde alguns “críticos” encontram “pretensão” em alguns filmes, caro Osvaldo. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s